Livro conta a construção do mito Che Guevara

Ele é praticamente um sinônimo de revolução e, mais de 40 anos depois de sua morte, continua vivo no imaginário social. Ernesto Guevara, o médico argentino natural de Rosário, foi líder revolucionário que, ao lado de Fidel Castro, comandou a tomada do poder em Cuba, em 1959, mas ficou eternizado como o camarada Che. Para explicar a construção e a manutenção do ícone, o autor Juan Domingues e a EDIPUCRS lançaram Che Guevara: mito, mídia e imaginário, no dia 4 de novembro, durante a 56ª Feira do Livro de Porto Alegre.

Acostumado com o trabalho em veículos impressos e da web, no Rio Grande do Sul e em Brasília, o jornalista teve a ideia central da obra ao assistir um jogo de futebol. “Sou frequentador de estádio e estava no Beira Rio, como sempre fui desde pequeno. Lá, eu sempre via uma bandeira com o rosto do Che Guevara, mas nunca refleti a respeito”, explica o professor da Faculdade de Comunicação Social da PUCRS (Famecos). Um dia veio o pontapé inicial: “Por que o Che Guevara está naquela bandeira de um time de futebol?” Assim começou a pesquisa de mestrado, como ressalta Domingues, agora transformada em livro.

Títulos sobre o guerrilheiro existem muitos no mercado, porém, como diferencial, o idealizador da publicação destaca os pontos fortes que devem agradar ao público. “Nessa análise eu trato do Che, mas trato de coisas interessantes do mito, da imagem, fotografia, consumo, ideologia, ou seja, de vários assuntos periféricos ao Che e sobre os quais as pessoas ainda não leram”, frisa o autor.

O livro foge da habitual dualidade sobre o tema, se ele foi bom ou mal, sanguinário ou intelectual. Aqui, a perspectiva é outra: “O muro caiu, o comunismo não vingou, Cuba se mantém, mas é um país precário em diversos aspectos, enquanto isso o pensamento da esquerda está vivo, os ideais dele ainda estão presentes”, diagnostica Domingues em relação à figura mítica.

Confira aqui o vídeo realizado com o autor da obra.

Texto e vídeo produzidos por alunos da disciplina de Assessoria de Imprensa/Curso de Jornalismo da Faculdade de Comunicação Social da PUCRS (Famecos).