InovaNews - nº 4 - mai/jun 2013

Artigo

Inovação e Meio Ambiente

* Luciana Schmidt Kirschnick


Crédito: Divulgação/Arquivo Pessoal
A inovação está em pauta em todas as empresas, pequenas e grandes, dos mais diversos segmentos, de TI e engenharia, passando por gestão e educação, até medicina e saúde. Isso, de um modo geral, tem aspectos muito positivos, pois os pesquisadores, os empresários e a sociedade estão abertos e, principalmente, ávidos por mudanças. Em outros períodos históricos, já vivenciamos marcos de transformações e quebras de paradigmas, mas não sob a ótica tão marcante do conceito de inovação, o qual, por característica própria da atualidade, apresenta relação direta e, felizmente, não desvinculada do meio ambiente. Esta situação ocorreu da melhor forma. Já surgiu na dependência mútua, não necessitando de argumentações posteriores a respeito de sua importância. Entretanto, a peculiaridade própria do cenário é que esta relação ocorre de formas diversas, mas nem por isso surpreendentes. Via de regra, dá-se por consciência ou por obrigatoriedade. A primeira acontece porque a empresa e o indivíduo têm princípios. Apostam em inovação, mas sem perder a ética e tendo certeza que o novo deve respeitar, preservar e aprimorar o que há em nossa volta, conciliando tranquilamente o chavão “preservação ambiental para gerações futuras” em seus objetivos e metas. A segunda ocorre simplesmente porque é lei. Preservam (e obviamente apenas preservam) o ambiente, investindo em inovação porque a legislação exige e há penalidades financeiras para o contrário. Ainda quando as pessoas fazem, mesmo que por obrigatoriedade, já é uma conquista. O lastimável acontece quando ”os inovadores” continuam querendo burlar todas as normas ambientais, da forma que julgarem necessário, para atingir seus objetivos e intitularem-se agentes de inovação. A proposta então é: vamos realmente inovar, vamos preservar o meio ambiente porque se faz necessário e porque queremos. Não unicamente por imposição legal.

* Doutora em xxxxxxxx e sócia da Lullaby, empresa incubada na Raiar da PUCRS



Esta notícia faz parte da InovaNews edição nº 4 - maio/junho de 2013, publicada pela Assessoria em Comunicação da Rede Inovapucrs. A reprodução da matéria está autorizada desde que seja citada a fonte.