« retornar à capa | outros projetos:

Nós pesquisamos para conquistar o espaço

A PUCRS é a universidade brasileira pioneira e líder em Aeronáutica e Astronáutica e destaca-se no estudo da fisiologia humana em ambiente espacial.

Thais RussomanoFoi de um sonho de infância que surgiu um dos principais centros de pesquisa aeroespacial do mundo. Na década de 70, ainda criança, Thais Russomano foi com sua mãe visitar o Planetário da Gávea, no Rio de Janeiro, e ficou, pela primeira vez, fascinada pela Astronomia. Anos mais tarde, formou-se em Medicina e tornou-se mestre e doutor em Medicina Aeroespacial. Em 1999, a professora Thais Russomano criou o Centro de Microgravidade da PUCRS, do qual é a cientista coordenadora.

Desde sua criação, o Centro de Microgravidade da PUCRS desenvolve pesquisas com simulações de microgravidade em terra e em voos parabólicos. Estes voos são realizados em aviões especiais, em que os ocupantes flutuam como se estivessem em órbita no espaço. Com a participação do Brasil na construção e utilização da Estação Espacial Internacional, essas simulações tornaram-se ainda mais importantes, já que se assemelham às situações encontradas pelos astronautas em missões espaciais.

As pesquisas do Centro de Microgravidade da PUCRS abrangem diversas áreas do conhecimento e envolvem cientistas das mais variadas especialidades. São engenheiros, médicos, fisioterapeutas, farmacêuticos, pilotos de avião, professores de educação física, enfermeiros e nutricionistas, além de alunos de iniciação científica das Faculdades de Odontologia, Engenharia, Informática, Física e Ciências Aeronáuticas da PUCRS.

O Centro de Microgravidade da PUCRS é formado por 7 laboratórios. No Laboratório de Fatores Humanos e Sistemas Tecnológicos Complexos, em colaboração com a Faculdade de Ciências Aeronáuticas, são pesquisadas as relações entre as pessoas e a tecnologia, especialmente no que tange à gestão de crises, relação humano-máquina e prevenção de acidentes no uso de tecnologias aeroespaciais.

No Laboratório de Engenharia Biomédica Aeroespacial, são desenvolvidos os equipamentos de simulação em terra do ambiente aeroespacial para estudos biomédicos, realizados pelos outros laboratórios.

No Laboratório de Farmácia Aeroespacial, são pesquisadas a embalagem dos medicamentos em microgravidade, a influência da radiação sobre os medicamentos em voos aeroespaciais e a germinação de plantas medicinais em hipergravidade, além dos efeitos de medicamentos contra a cinetose (sensação de enjoo que algumas pessoas sentem em viagens de carro, barco ou, claro, em microgravidade).

No Laboratório de Biomecânica Aeroespacial, em colaboração com a Faculdade de Educação Física e Ciências do Desporto, é pesquisada a fisiologia do exercício em ambiente aéreo e espacial. É o primeiro laboratório da América Latina a pesquisar essa área do conhecimento. Além das pesquisas espaciais, o Laboratório estuda a influência dos calçados para as articulações e os movimentos de caminhada para gestantes e crianças em idade escolar (com ou sem mochila, com mochila nas costas ou com rodinhas etc.), a biomecânica das lesões, os aspectos biomecânicos e fisiológicos do ciclismo, o equilíbrio e a postura.

No Laboratório de Fisioterapia Aeroespacial, são pesquisados equipamentos que permitam uma melhor adaptação do homem em ambiente de microgravidade e seu retorno à Terra, de forma a evitar hipotrofia muscular e perda de minerais dos ossos.

No Laboratório de Fisiologia Aeroespacial, são pesquisados o sistema cardiovascular, o comportamento do olho, a fisiologia óssea, o desempenho mental em ambientes extremos (como microgravidade e hipotermia) e os efeitos da hipergravidade na tripulação de voos.

No Laboratório de Telemedicina, são desenvolvidos sistemas e técnicas voltadas à assistência médica a distância. Esses sistemas podem viabilizar o diagnóstico médico e odontológico, além de possibilitar a segunda opinião, proveniente de serviços de saúde de referência, em áreas carentes.

Você pode se perguntar qual a importância disso tudo para a sua vida. Certamente, a maioria de nós nunca vai viajar pelo espaço, mas o que pesquisamos no Centro de Microgravidade da PUCRS está muito perto. Nossas pesquisas permitem construir aviões mais seguros, calçados que não prejudiquem joelhos e coluna, e sistemas que ajudem comunidades distantes a receber atendimento médico especializado. Nós pesquisamos para conquistar o espaço, mas, mesmo aqui na Terra, a qualquer momento, você pode encontrar a Pesquisa da PUCRS na sua vida.

Acesse o site sobre Microgravidade »