« retornar à capa | outros projetos:

Nós pesquisamos para produzir energia elétrica limpa e sustentável

A PUCRS pesquisa energia solar fotovoltaica, desenvolvendo células solares com níveis de eficiência equivalentes aos melhores do mundo.

Alguns anos atrás, em 2001, grande parte do Brasil ficou às escuras. O famoso "apagão" abriu os olhos do País para a necessidade de se investir em tecnologias alternativas para produção de energia elétrica. Era preciso desenvolver novos e promissores projetos de pesquisa.

Pouco tempo antes, em 1996, os pesquisadores doutores Izete Zanesco e Adriano Moehlecke voltavam para o Brasil, depois de cinco anos na Espanha pesquisando a tecnologia de conversão da energia solar em elétrica (energia solar fotovoltaica). Com a volta dos pesquisadores à PUCRS e a criação de um pequeno laboratório, iniciava-se a trajetória do Núcleo de Tecnologia em Energia Solar (NT-Solar).

Em poucos anos, em 2002, o NT-Solar recebeu do Presidente da República Fernando Henrique Cardoso o XVIII Prêmio Jovem Cientista, pelo trabalho "Células Solares Eficientes e de Baixo Custo de Produção". Mais tarde, naquele mesmo ano, foi a vez de receber do Governador do Estado Olívio Dutra a Medalha Negrinho do Pastoreio, pelos trabalhos inovadores na área de energia.

Do primeiro laboratório à estrutura atual, o NT-Solar ganhou dois novos prédios com 950m². São 16 laboratórios: difusão, metais e filmes, fotolitografia, química, corte, simulação, soldagem, laminação, montagem, módulos, óptica, caracterização, medidas internas, medidas externas, certificação e classificação. Sete destes laboratórios constituem a sala limpa classe 10.000, com 210m². A sala limpa possui equipamentos de filtragem do ar, a fim de evitar contaminação das células solares por partículas existentes no ar.

Nos laboratórios do NT-Solar da PUCRS, são realizadas todas as etapas de desenvolvimento de células solares e módulos fotovoltaicos. As células solares são os dispositivos que convertem a energia solar em energia elétrica. Os módulos fotovoltaicos são os conjuntos de células associadas para que se obtenha a potência desejada e encapsuladas para dar estrutura e proteção contra as intempéries.

As principais atividades do NT-Solar são a pesquisa e o desenvolvimento de células solares monofaciais e bifaciais em diferentes substratos de silício (ou mais baratos, ou de maior qualidade), módulos fotovoltaicos convencionais e concentradores de radiação solar, equipamentos de produção de células solares e sistemas fotovoltaicos autônomos e interligados à rede elétrica. Os concentradores refletem a radiação solar para que esta possa ser utilizada em ambos os lados das células bifaciais. Como resultado da infraestrutura e das pesquisas, o NT-Solar é referência no Brasil e na América Latina.

As células solares desenvolvidas na Planta Piloto, instalada no prédio do NT-Solar, alcançaram eficiência de 15,4%, valor acima da média mundial da indústria, utilizando processos de custo reduzido. Em 2006, pelo trabalho desenvolvido na Planta Piloto, o NT-Solar da PUCRS foi o vencedor nacional na categoria Inovação e Sustentabilidade no II Prêmio Melhores Universidades, do Guia do Estudante.

As principais vantagens da energia solar fotovoltaica são a simplicidade e rapidez da instalação, a modularidade (instalações de pequeno, médio ou grande porte), o baixo impacto ambiental, a fonte de energia inesgotável e gratuita (o próprio sol), além de ser silenciosa e necessitar de pouquíssima manutenção.

Há muitos anos, a energia solar está nos sonhos de quem pensa em um mundo menos poluído, em que se possa gerar energia para o desenvolvimento sem a inundação de grandes áreas, sem carvão e sem lixo nuclear. Ainda falta um bom caminho até lá, mas é o nosso objetivo. Nossas pesquisas vão nos dar mais que energia limpa; teremos também a consciência limpa. Nós pesquisamos para o futuro do planeta, mas, desde agora, a qualquer momento, você pode encontrar a Pesquisa da PUCRS na sua vida.

Acesse o site sobre Energia Solar »