Sabado, 24 de Junho de 2017
Idioma: Português / English
A A-   Aumentar/Diminuir fonte
 

História da Universidade

Vista do Campus Central no início da década de 70

Vista do Campus Central no início da década de 70

A história da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul tem como ponto de partida a vinda para o Brasil dos Irmãos Maristas – congregação religiosa fundada por São Marcelino Champagnat no ano de 1817, em La Vallá (perto de Lyon – França). No ano de 1900, os primeiros Maristas chegaram à cidade de Bom Princípio (RS), a pedido de Dom Cláudio José Gonçalves Ponce de Leão, bispo do Rio Grande do Sul. A partir dessa data, muitos outros religiosos maristas – tendo sempre como ideal o Estilo Marista de Educar – vieram da Europa. Nas cidades em que se estabeleciam, foram abrindo escolas, conforme as necessidades de cada região.

Sede da Universidade até 1967. Praça Dom Sebastião, esquina Avenida Independência

Sede da Universidade até 1967. Praça Dom Sebastião, esquina Avenida Independência

O começo no Colégio do Rosário

Em 1904, usando as instalações da Igreja Nossa Senhora do Rosário, foi aberta a Escola Nossa Senhora do Rosário, sendo pároco o Monsenhor Hipólito Costabile. A transferência do Colégio Nossa Senhora do Rosário para a Praça Dom Sebastião, esquina com a Avenida Independência, ocorreu em 1927. A instituição destacava-se por sua Escola Superior de Comércio, dirigida pelo Irmão Afonso (Charles Désiré Joseph Herbaux). A pedido dos alunos, que se formavam peritos contadores e desejavam continuar seus estudos em nível universitário, fundou-se a Faculdade de Ciências Políticas e Econômicas, em março de 1931, com nove alunos. Era o primeiro passo para a constituição da Universidade, da qual Ir. Afonso foi o precursor.

Primeira turma do Curso Superior de Administração e Finanças

Primeira turma do Curso Superior de Administração e Finanças

A primeira Universidade Marista no mundo

O projeto dos Irmãos Maristas foi conduzido pela visão do Irmão Afonso, com a colaboração do Irmão Faustino João e dos professores Eloy José da Rocha, Elpídio Ferreira Paes, Salomão Pires Abrahão, Francisco Juruena, Irmão José Otão e Antônio César Alves, entre outros. Em 1940, foi fundada a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, seguida pela Escola de Serviço Social, no ano de 1945, e pela Faculdade de Direito, em 1947. Com as quatro faculdades, a União Sul Brasileira de Educação e Ensino (USBEE), entidade civil dos Irmãos Maristas, requereu ao Ministério da Educação a equiparação de universidade.

Irmão Afonso (Charles Désiré Herbaux) Fundador

Irmão Afonso (Charles Désiré Herbaux) Fundador

Pelo Decreto nº 25.794, de 9 de novembro de 1948, assinado pelo presidente Eurico Gaspar Dutra, as faculdades passaram a constituir a Universidade Católica do Rio Grande do Sul, a primeira criada pelos Irmãos Maristas no mundo. Em 8 de dezembro de 1948, o Arcebispo de Porto Alegre e Chanceler da Universidade, Dom Vicente Scherer, deu posse à primeira Administração para o triênio de 1948 a 1951, que teve à frente o Reitor Armando Pereira da Câmara e o Vice-Reitor Irmão José Otão.


Papa Pio XII

Papa Pio XII Outorgou o título de Pontifícia em 1950

Papa Pio XII outorga título de Pontifícia

No dia 1º de novembro de 1950, o Papa Pio XII, por solicitação da Mantenedora e do Arcebispo Dom Vicente Scherer, outorgou à Universidade o título de Pontifícia. As obras dos Irmãos Maristas sempre foram pautadas pela obediência e pelo respeito às diretivas do Santo Padre, o Papa. A titulação recebida selou marca de união e de filial devotamento à Santa Sé.


Chanceleres da Universidade

Chanceleres da Universidade: Dom Vicente Scherer, Dom Cláudio Colling, Dom Altamiro Rossatto, Dom Dadeus Grings

Na condição de Universidade Pontifícia, a PUCRS passou a ter o Arcebispo de Porto Alegre como seu Chanceler. O primeiro foi Dom Vicente Scherer, no período de 1948 a 1981, seguido por Dom Cláudio Colling, de 1981 a 1991, Dom Altamiro Rossato, de 1991 a 2001, e Dom Dadeus Grings, de 2001 até os dias atuais.


Reitores da Universidade

Reitores da Universidade: Prof. Armando Pereira da Câmara, Prof. Cônego Alberto Etges, Prof. Irmão José Otão, Prof. Irmão Liberato, Prof. Irmão Norberto Francisco Rauch, Prof. Irmão Joaquim Clotet

Os Reitores

Após o Reitor Armando Pereira da Câmara (1948 – 1951), estiveram à frente da Universidade os professores Cônego Alberto Etges (1951 – 1953), Irmão José Otão (José Stefani) (1954 – 1978), Irmão Liberato (Wilhelm Hunke), que completou o último triênio do Irmão Otão (02/05/1978 – 29/12/1978) e Irmão Norberto Francisco Rauch (1979 – 2004). Atualmente, o cargo é ocupado pelo Irmão Joaquim Clotet, empossado em dezembro de 2004.

A transferência para o Campus Universitário

A Universidade dividiu espaço com o Colégio Nossa Senhora do Rosário até 1960. Com a necessidade de ampliação do espaço para o desenvolvimento da Instituição, surgiu a ideia de construção da Cidade Universitária nos terrenos do Instituto Champagnat, de propriedade da Mantenedora, no bairro Partenon.

Em março de 1957, foi lançada a pedra fundamental do prédio da Faculdade de Odontologia. A transferência das faculdades para o Campus atual começou em 1960, de forma gradativa. Em abril de 1962, foram inaugurados os prédios da Faculdade de Odontologia e da Escola de Engenharia. À medida que as construções ficavam prontas, outras unidades eram transferidas. Em setembro de 1968, com a presença do presidente Arthur da Costa e Silva, foi inaugurada solenemente a Cidade Universitária.

O Hospital São Lucas

Com o início do funcionamento da Faculdade de Medicina, em 1970, surgiu a necessidade de construir um hospital. A inauguração do Hospital São Lucas (HSL) ocorreu outubro de 1976, com a presença do presidente da República, Ernesto Geisel. Mais tarde, a Instituição empreendeu a construção de um espaço inovador, o Centro Clínico. Inaugurado em novembro de 1988, permitiu unir o HSL e os consultórios de médicos que também atuam como professores.